quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Terceiro dia - Amizade pelo Mundo







Acordo as 6 da manha para o terceiro dia de estrada, dispenso o café do hotel que imaginei que não seria mto bom mesmo... Sai de São Borja rumo a Uruguaiana as 6 e meia, ainda escuro mas pela cara do céu o dia iria ser de mto sol, uma neblina forte em alguns trechos, que não se enxergava muita coisa, mas quando apareceu o sol ai o bicho pegou, um calor terrível, mas bem melhor que chuva e frio.
Chegando a Uruguaiana fui atraz da bendita carta verde, que é o seguro q se precisa fazer para entrar com a moto na argentina, encontrei com uns Tele-Motos, é assim que se chamam os moto taxis, e um deles me deu a dica para tentar passar sem a carta verde e logo em seguida faze-la do outro lado da fronteira que sairia muito mais barato, seguindo a dica fiz o cambio do dinheiro e parti para a fronteira, seria meu primeiro contato com os argentinos, logo de cara um tiozão bigodudo falando todo enrolado em castelhano me pediu a carta verde, ai tentei explicar pra ele q a faria logo em seguida ali mesmo na fronteira, e ele não aceitou e me mandou fazer meia volta, depois disso fui até ao consulado da argentina para ver o que se podia fazer, porem teria q ter a carta verde mesmo, qdo estava procurando o cara q fazia a carta, um cara mto firmeza me ofereceu ajuda, então chamamos um Tele-Moto, que me levou athe o outro lado da fronteira para fazer a carta verde.
O tempo vai passando, a viajem da ficando atrasada, com a carta verde na mão sigo pra fronteira novamente, chegando la o mesmo tiozão bigodudo, entaun ele pergunta:
-Tienes ahora La carta vierde?
- Sim
-Puedes seguir.
Nem pediu pra ver a carta, se eu soubesse já tinha falado da primeira vez que tinha a carta.
Agora vamos pro setor de imigração, outra demora, uma fila enorme, o sol tava forte e eu la de jaqueta, calça, bota, andando a pé no sol, depois de mto suor literalmente, consegui terminar os tramites.
Entrei na Argentina, nada mto diferente do Brasil, a não ser o idioma das placas, estava com apenas 200km rodados e já era 1 da tarde, aproveitei o retão infindável e tome acelerador pra tirar a diferença, parava só pra abastecer e já saia denovo, sempre que tinha um comando policial, ficava morrendo de medo, devido fato da policia rodoviária da província de Entre Rios onde eu estava passando ter a fama de pedir propina pra brasileiros, mesmo estando tdo certo, passei por vários, athe q logo após uma parada para reabastecimento tinha um comando bem em uma curva, o policial fez sinal para eu parar, e logo já veio me dizendo q meu farol estava apagado e que isso gerava uma multa, o pior q estava mesmo, tentei argumentar mas naun adiantou, entaun ele pediu os documentos e a carta verde, perguntou como iriamos resolver a situação, entaun lhe disse q naun tinha dinheiro, e ele anotou todos meus dados dizendo que iria chegar uma multa. Vamos esperar pra ver.
Continuo o caminho, já são quase 6 da tarde e o sol continua forte, pergunto a um frentista que horas chega à noite e ele me diz q chega depois das 9, muito bom isso significa que vou poder andar bastante ainda, rodei mais muitos quilômetros e enfim cheguei à cidade de Zarate perto de Buenos Aires, uma cidade aparentemente muito tranqüila, logo na chegada sou recepcionado por três rapazes de bicicleta perguntando que moto era a minha, aproveitei o interesse dos rapazes e perguntei sobre um hotel, eles me ajudaram a achar um legal e marcamos um horário para tomar umas Quilmes, e assim terminou o dia, fiz amizade com os locais, um pessoal muito gente boa, inclusive apaixonados por motos também, trocamos muitas informações sobre motos da Argentina e do Brasil, um deles o Andreas me deu até uma camiseta do Boca Junior e Dois CDs de Bandas locais da Argentina. Após muitas merecidas Quilmes na cabeça fui dormir porque amanha tem mais...

3 comentários:

  1. oha mano!!!todo esse rolê pra chegar no largo da concórdia!!!ahuahuahuahauhau

    ResponderExcluir
  2. Faaaaaaala velinho aqui é o Bruno Trechero do Orkut parabéns pela aventura to acompanhando diariamente e passei o link pra galera do Forum acompanhar também!! abraços!

    ResponderExcluir
  3. Que Deus te acompanhe nessa viagem Fabio, estaremos te acompanhando por aqui.

    Um abraço

    Calvin

    ResponderExcluir